Blog posts

Como é a visita à vinícola Undurraga em Santiago?

Como é a visita à vinícola Undurraga em Santiago?

Chile, Santiago

Fomos até a vinícola Undurraga, pertinho de Santiago, e contamos todos os detalhes de como foi a visita!

Vinícola Undurraga: uma tarde entre uvas e vinhos (e pode ser melhor?)

Uma das vinículas mais conhecidas do Chile abre as portas para a visitação todos os dias e recebe uma quantidade imensa de turistas do mundo todo. E os brasileiros dominam: somos (de longe!) o país que mais leva visitantes à Undurraga.

Vinícula Undurraga
Aí teria uva, se fosse época né? Como a gente foi no inverno, mal dava pra ver os caules

E pra visitar é fácil, você tem três opções:

1 – Contratar um tour em Santiago: É a opção que a gente não recomenda, porque simplesmente não vale a pena. Você pagará 20 vezes mais caro para que te levem em uma van.

2 – Ir de carro: É bem comum alugar um carro pra conhecer Santiago e região. Então, se você pretende alugar um, já dá pra incluir esse passeio no roteiro.

3 – Ir de ônibus: A gente é pobre gosta de economizar e recomenda MUITO esse método. É muito fácil, você chega rapidinho e a gente vai ensinar certinho pra você não se perder.

Vinícola Undurraga
Pode levar pra casa? Um só tá bom 🙂

Como chegar de ônibus à Undurraga?

Lembra que a gente contou aqui da confusão dos Terminais de Ônibus de Santiago? Não se preocupe, a gente vai te ensinar certinho e você vai ter risco zero de se perder!

O ônibus que passa bem em frente à Undurraga sai do Terminal San Borja, que fica na estação do Metrô Estación Central, na linha 1 (vermelha). Dentro do terminal (saindo do metrô você vai precisar atravessar um shopping pra chegar na área de embarque), vá diretos às plataformas 79 a 81 e busque os ônibus da Flota Talagante.

Aí é só perdir ao motorista, com o melhor espanhol que você consiga, para descer em frente a “Viña Undurraga”. Em 50 minutos você estará lá. Fácil, né?

E barato também, esse ônibus custa CLP 1000 (cerca de 5 reais) e te deixa na porta.

Indo para Santiago? Temos uma dica excelente de onde se hospedar. Confira aqui!

Como é o Tour Sibaris na vinícola Undurraga?

Bom, é bem cheio de brasileiros, rs. Mas fora isso, é bem detalhado e bacana para quem não tem muito conhecimento em vinhos. Se você já conheceu algumas vinícolas pelo mundo, talvez vai achar um pouco “mais do mesmo”.

O Tour Sibaris é o mais barato (CLP 9000 – cerca de 45 reais) e dura cerca de uma hora e quinze minutos, onde andamos pelos jardins, pela plantação de uvas, produção de vinhos, armazenamento e (a melhor parte) a degustação no final.

Vinícola Undurraga
Parece parque, mas é ”só” o jardim da Undurraga. Lindo, né?

Quer conferir mais fotos das nossas viagens? Siga a gente no Instagram @omelhormesdoano

Além da nossa guia ser um amor (cabeça oca, não me lembro o nome dela), ela foi superpaciente com as nossas perguntas sobre diferenças de uvas, produção de espumante, etc. Ela nos explicou também sobre a história do vinho Carmenére, um ícone chileno (e o meu tipo de vinho preferido!).

Vinícola Undurraga
A nossa guia gente boa explicando sobre os diferentes tipos de uva na vinícola Undurraga

Um diferencial da visita é que a Undurraga tem um pequeno museu sobre a cultura mapuche, um dos povos nativos do Chile, mais presentes na região sul do país. Eles contam com uma sala com algumas peças da cultura e explicam um pouco da história desse povo, que tem tudo a ver com a identidade chilena.

Museu Vinícola Undurraga
O museu é bem interessante e conta bastante da história dos mapuches

E o final da visita… O momento mais esperado: degustação! Degustamos 4 vinhos um vinho branco, um carmenére, um cabernet sauvignon e um late harvest (que é um branco bem adocicado, meio licoroso… Uma delícia).


Use os nossos parceiros para viajar tranquilo e ajudar o OMMDA:

BookingReservando com esse link aqui da Booking, você não pagará nada a mais por isso e nos ajuda (e muito) a manter o blog!

Anonymous-aiga-first-aid-bg-300px A Real Seguros é um comparador de Seguros Viagens e com o nosso link você já ganha 15% de desconto em qualquer compra!


E, é claro, ganhamos o presentinho clássico da visita, a taça da Undurraga.

Vinícola Undurraga
O melhor para o final

Santiago é uma das capitais da América do Sul com os museus mais bacanas. Quer conhecê-los? A gente conta tudo nesse post aqui.

Como reservar?

É bem fácil! De segunda a sexta as visitas acontecem às 10:15, 12:00, 14:00 e 15:30 e aos sábados, domingos e feriados às 10:14, 12:00 e 15:30. As reservas são feitas com 24 horas de antecipação e por email, fale com a Patrícia Jerez: pjerez@gvp.cl

O pagamento é feito lá na Undurraga mesmo, não é necessário efetuá-lo com antecipação .

Vinícola Undurraga

Os outros tipos de visita na Vinícola Undurraga

Para quem quer uma visita um pouco mais aprofundada e mais privativa, a Undurraga oferece o Tour Founders, que tem um máximo de 4 pessoas e um custo um pouco mais alto, CLP 28000. O diferencial é que a visita é um pouco mais longa e a degustação é de vinhos Reserva Premium, os top da vinícola.

Para esse passeio a reserva deve ser feita com dois dias de antecedência, sempre por email.

E tem também a opção romântica de um Picnic nos jardins, onde você ganha uma garrafa de espumante e uma tábua de queijos finos. Entre em contato com a Undurraga para saber mais detalhes, já que o picnic não é um passeio regular.

Felizes na Vinícola Undurraga
Tire essa foto antes da degustação! #ficaadica

Gastos

Ônibus: CLP 1000 cada trecho

Visita: CLP 9000

Gostou das nossas dicas? Comente! (Se não gostou, vale comentar também!)

 

About the author

Viciada em viajar, mas que sossegou – só um pouco – no Chile pra abrir um hostel. Já esteve em 9 países e 90 cidades fora do Brasil. Não sabe nadar (mas sabe andar de bicicleta). É facilmente comprável com doces e bom café. E é mão de vaca (isso é um dado importante).

13 Comments

  1. Bárbara
    8 de dezembro de 2015 at 13:25
    Reply

    Fiz a visita valeu muito a pena! E olha que eu já fiz algumas, viu!

    Valeu pela dica #omelhormesdoano

    • Camila Lisboa
      8 de dezembro de 2015 at 13:43

      🙂 🙂

    • Bárbara
      8 de dezembro de 2015 at 22:58

      Só acho dificil alguém tirar uma foto dessas ou vestida de garrafa antes da degustação!

    • Camila Lisboa
      10 de dezembro de 2015 at 09:23

      Mas isso é pra poupar de fotos traumáticas, Bárbara! Hahaha

  2. Cristiane
    13 de dezembro de 2015 at 19:20
    Reply

    Ótimas dicas, Camila! Não sabia sobre o Museu mapuche. Só aumentou a vontade de ir! rs

    • Camila Lisboa
      13 de dezembro de 2015 at 20:05

      E a taça é linda também!

  3. Leandro
    31 de julho de 2016 at 16:26
    Reply

    Boas dicas, Camila.

    Mas e a volta de ônibus? Onde pegar, qual o nome? Horários? Você saberia informar?

    Obrigado! 🙂

    • Camila Lisboa
      1 de agosto de 2016 at 18:06

      Oi Leandro! A volta é fácil, é só tomar o mesmo ônibus – agora pra Santiago, mas do outro lado da Avenida… não tem erro! 🙂

    • Tati Guidio
      18 de julho de 2017 at 11:23

      Acabei de enviar um comentário perguntando isso! Falta de atenção da minha parte!! Já agradeço a resposta!!

    • Camila Lisboa
      27 de julho de 2017 at 18:09

      Relax, as vezes a gente so le o post e pula os comentarios 😉

  4. Itamar Japa
    17 de outubro de 2016 at 14:25
    Reply

    Se um dia for visitar esta vinicola, com certeza vou de “opção 3” hehe! Mais uma ótima dica de passeio na região de Santiago! Obrigado! 😉

    • Camila Lisboa
      17 de outubro de 2016 at 21:53

      A gente seeeeeeempre tem um método bom e barato 🙂

  5. Tati Guidio
    18 de julho de 2017 at 11:22
    Reply

    Estou pesquisando para minha viagem SCL em setembro próximo. Em todos os passeios acho as dicas de como ir mas nunca de como voltar! rsrsrs Como encontro o ônibus para a volta?? Obrigada desde já!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *