Blog posts

As 5 melhores viagens para os amantes de vinho na América do Sul

As 5 melhores viagens para os amantes de vinho na América do Sul

Argentina, Cafayate, Chile, Ica, Mendoza, Montevidéu, Peru, Santiago, Uruguai

Nossa blogagem coletiva desse mês é alcoólica. Juntamos vários blogueiros bebuns amantes de uma boa bebida pra falar um pouco de roteiros etílicos: cidades que estão na rota do vinho, cerveja ou qualquer outra bebida. E eu, que desde a temporada chilena fiquei bastante viciada em vinhos, trago pra vocês as melhores viagens para os amantes de vinho na América do Sul.

Roteiros Etílicos - Viagens para amantes de vinhos
Designed by Freepik

As 5 melhores viagens para os amantes de vinho na América do Sul:

1) Mendoza – Argentina

A queridinha dos amantes de vinho na Argentina, Mendoza, além de ser uma cidade linda, abriga a maior produção de vinho no país. E o clássico argentino, o Malbec, é produzido quase que 100% lá.

As vinícolas são tantas que tem um post completinho falando dessa visita aqui.

viagens para os amantes de vinho
A Trapiche é um must go em Mendoza!

2) Santiago – Chile

Aí as opções são gigantescas. São muitas e muitas e muitas vinícolas na região próxima a Santiago. Visitei a Concha y Toro e a Undurraga e estou cada vez mais inlove com os vinhos Carménere, que são os típicos do país.

viagens para os amantes de vinho
E tem até do Neruda!

Use os nossos parceiros para viajar tranquilo e ajudar o OMMDA:

BookingReservando com esse link aqui da Booking, você não pagará nada a mais por isso e nos ajuda (e muito) a manter o blog!

Anonymous-aiga-first-aid-bg-300px A Real Seguros é um comparador de Seguros Viagens e com o nosso link você já ganha 15% de desconto em qualquer compra!


 

3) Cafayate – Argentina

Fugindo do óbvio, Cafayate vem como uma das opções para produção de vinho branco na América do Sul, com o delicioso e característico Torrontés. Fora que a visita à cidade vale muito a pena, é linda, encantadora e um charme só.

Da uma conferida aqui.

viagens para os amantes de vinho
La Banda, uma das melhores em Cafayate

4) Montevidéu – Uruguai

Eu juro que nunca tinha associado o Uruguai à produção de vinho, mas depois da minha última viagem pra lá, o Tannat ganhou meu coração (e desbancou o Malbec) como a minha segunda uva preferida.

viagens para os amantes de vinho
Uva serve também 🙂 Quero todas! E  inclusive faria de novo cada uma das viagens para os amantes de vinho <3

E os detalhes da visita à Bodega Bouza tá nesse post aqui, com preços e tudo mais!

Estamos no Instagram @omelhormesdoano com a hashtag #omelhormesdoano pe também no Snapchat @camilalisboap

5) Ica – Peru

E o Peru não é só pisco não! Em Ica tem uma produção crescente de vinhos e que pode surpreender nos próximos anos. Aproveite enquanto ainda não está na moda e os preços são bacanas (e, de quebra, ainda conhece sobre o processo de produção do pisco, já que normalmente se produz na mesma fábrica).

viagens para os amantes de vinho

Estive em Ica, mas no oásis de Huacachina, que é um super passeio pra se combinar. Mas em dias separados, por favor, buggy pelas dunas e vinho é uma combinação que não vai dar certo!

Não faça loucura! Viaje protegido (e beba os vinhos tranquilos por aí!)Seguro viagem america do sul 728x90

viagens para os amantes de vinho
Saúde!

E tem viagens para os amantes de vinho também no Brasil, o Asas pra que te quero! traz cinco lugares para visitar e degustar os sabores da Serra Gaúcha. Tem vinho, espumante, suco de uva e até cerveja.

E é lógico que tem muitas indicações no mundo, confira a lista da nossa blogagem coletiva:

Viagem de Fuga:  Viagem + Cerveja Artesanal: alguns destinos no Brasil para unir essas duas paixões.

Ligado em Viagem: Nossas visitas a Heineken, Guinness, La Trappe, Westvlesteren e a novata e já prestigiada De Struise.

Casal Califórnia: Aproveite sua viagem pelo litoral da Califórnia, através da incrível Highway 1, para degustar os excelentes vinhos da Costa Central do estado, na Região Vinícola de Paso Robles!

Coisos on the go: Vai para o Chile e não bebe muito? Conhecer algumas vinícolas é uma boa opção de passeio para você também. Algumas delas estão bem perto de Santiago!

Tá indo pra onde? Curte vinhos e está curioso para saber como é a Avaliação Nacional da Safra em Bento Gonçalves, todo mês de setembro?

Destinos por onde andei…: Passamos bebendo pelos melhores bares na Capital da Bélgica e contamos aqui pra você!!!

O blog Love and Travel  listou 10 lugares no mundo para apreciar uma boa bebida. Tem vinícola, cervejaria, restaurantes e bares com drinks deliciosos e todos testados e aprovados pelo casal que adora viajar.

Fourtrip: Tour imperdível numa das maiores e mais famosas vinícolas do mundo, Concha y Toro em Santiago do Chile.

Apure Guria!: Acha que só tem vinho na Serra Gaúcha? Bahh tá enganado! Várias cervejarias artesanais pra você visitar na Rota Cervejeira da Serra Gaúcha! Toma um gole!

Atravessar Fronteiras: Visitas a vinícolas em Bento Gonçalves, Santiago, Mendoza e no Vale do Loire (França). Cerveja artesanal patagônica. Tudo isso para você juntar o útil ao agradável: viagens etílicas!

O blog Novo Caroneiro te leva de carona até o Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul, com este super guia de vinícolas e outros passeios pela região.

Cantinho de Ná: Vem com a gente nesse roteiro etílico onde falamos 4  bebidas: cerveja, whisky, coquetéis e vinho. Mostramos lugares onde encontrá-las e tem até onde NÃO ir de jeito nenhum.

O #KariDesbrava te mostra lugares no Rio de Janeiro onde com certeza você vai encontrar gente bonita e cerveja gelada!

Quebrei a Bússola: Um museu com mais de duas mil marcas de cachaças, muitas curiosidades e diferentes sabores da deliciosa marvada. Tudo isso aqui em Minas, berço da cachaça! Confira!

A Path to Somewhere: Turismo Cervejeiro – confira cinco cervejarias na Bélgica que um verdadeiro cervejeiro precisa conhecer!

Vou pra Roma: Vamos viajar juntos entre os vinhos italianos de cada região. Dicas de onde comprar e quais levar na mala.

The World by Fon: 8 destinos “etílicos” que o Fon recomenda na América, Ásia e Europa.

About the author

Viciada em viajar, mas que sossegou – só um pouco – no Chile pra abrir um hostel. Já esteve em 9 países e 90 cidades fora do Brasil. Não sabe nadar (mas sabe andar de bicicleta). É facilmente comprável com doces e bom café. E é mão de vaca (isso é um dado importante).

32 Comments

  1. Edson
    24 de Fevereiro de 2016 at 13:33
    Reply

    Em Santigo eu visitei também a Santa Carolina, gostei bastante. Muito bom saber das outras opções.

    • Camila Lisboa
      24 de Fevereiro de 2016 at 13:48

      Opa, vou colocar na minha lista de vinícolas a visitar em Santiago 🙂

  2. Aline
    24 de Fevereiro de 2016 at 14:13
    Reply

    Adorei as dicas! Estou indo pra Mendoza em junho e vou pensar em ir até Cafayate, fica muito longe?

    • Camila Lisboa
      24 de Fevereiro de 2016 at 14:17

      Oi Aline! Que bom que você gostou! =)

      Fica um pouco longe sim, creio que uns 1000 kilômetros mais ao norte. Não deve ter ônibus direto, possivelmente terá que ir a Catamarca ou La rioja antes. Mas acho as duas cidades lindas, se der pra encaixar no seu roteiro, seria ótimo!

      Beijo e boa viagem!

  3. Adriana Magalhães
    24 de Fevereiro de 2016 at 14:16
    Reply

    Adorei! Eu ainda não conheço Cafayate, mas tá na lista, principalmente depois do seu post.
    Adriana – Atravessar Fronteiras

    • Camila Lisboa
      24 de Fevereiro de 2016 at 16:19

      A cidade é uma delícia e o torrontés… ah, esse é um dos melhores vinhos brancos na minha opinião 🙂

  4. Casal Califórnia
    24 de Fevereiro de 2016 at 16:53
    Reply

    Quanto lugar bacana para conhecer! Somos loucos pelos vinhos chilenos, mas não tinha ideia sobre os vinhos peruanos! Que novidade deliciosa! 🙂

    • Camila Lisboa
      24 de Fevereiro de 2016 at 17:12

      Não é puxando sardinha… mas os vinhos chilenos são os melhores! <3 Põe aí na fila preferencial!

  5. Sonia
    24 de Fevereiro de 2016 at 18:03
    Reply

    Quando voltar para o Chile tente conhecer a vinícola Emiliana, você vai gostar 😉

  6. Cynara
    24 de Fevereiro de 2016 at 19:11
    Reply

    Adoramos vinho, estando em casa ou viajando o vinho está sempre presente em nossas noites de sexta e sábado. Dicas anotadas para futuras viagens :).

    • Camila Lisboa
      25 de Fevereiro de 2016 at 09:42

      Tem vinho bom na América do Sul sim! E os vinhos chilenos <3 <3

  7. Thais
    24 de Fevereiro de 2016 at 22:04
    Reply

    Ca,
    Mendoza e Santiago também conheço. E quero conhecer Uruguay.
    Fui na Trapiche também….. degustação TOP!!!
    Adorei o post.

    • Camila Lisboa
      25 de Fevereiro de 2016 at 09:42

      Mendoza e Santiago são top! E o melhor é que ficam tão pertinho (e por um caminho MARAVILINDO!). Voltarei em breve (à Mendoza, porque à Santiago jé é padrão, rs)

    • Thais
      27 de Fevereiro de 2016 at 22:30

      rsrsrrss…… Santiago é padrão mesmo…. adoro lá e sempre volto….. mas Mendoza, tbm tem que ficar padrão…..rsrsrs…. adoro vinhos!!!!!

  8. Gisele Prosdocimi
    25 de Fevereiro de 2016 at 01:34
    Reply

    Humm, que delícia de post, vontade de conhecer estas vinícolas e passar o dia todo andando pelas parreiras e experimentando cálices e cálices da bebida. Muito bom!

    • Camila Lisboa
      25 de Fevereiro de 2016 at 09:40

      Um sonho, né, Gi <3

  9. Fernanda Scafi
    25 de Fevereiro de 2016 at 04:31
    Reply

    Nem me fale! Os bebuns aqui em casa são meus pais que acabaram de voltar de 10 dias em Mendoza!!! hahaha já foram para todas essas, só falta Ica!!!

    • Camila Lisboa
      25 de Fevereiro de 2016 at 09:40

      Mendoza é tudo de bom! Eu escrevi um post sobre o passeio de bike e tô devendo um sobre as termas, que eu adorei!

      Fora que mesmo para não apreciadores de vinho – aka não bebuns – vale a pena. A cidade é linda!

  10. Alexandra
    25 de Fevereiro de 2016 at 21:24
    Reply

    Camila pelo que vi vc é mestrada no quesito vinho. Arrasou hein.

    • Camila Lisboa
      26 de Fevereiro de 2016 at 11:03

      Morar no Chile tem seus benefícios para a cultura alcoólatra 🙂 =P

  11. Patricia
    26 de Fevereiro de 2016 at 11:13
    Reply

    adorei o roteiro e o vinho do Pablo Neruda!

    • Camila Lisboa
      26 de Fevereiro de 2016 at 15:41

      Esse vinho do Neruda é da Undurraga… e vou te falar, é uma delícia 🙂

  12. Luis Felipe
    26 de Fevereiro de 2016 at 13:34
    Reply

    Os vinhos dominando!!!!! Sou muito fã do Merlot gaúcho e dos Malbecs argentinos. Não sabia da produção e muito menos do enoturismo no Peru. Surpreendente.

    • Camila Lisboa
      26 de Fevereiro de 2016 at 15:42

      Mas os meus preferidos são os Carmenere <3 de longe! E gostei muito, mas muito mesmo dos Tannat uruguaios!

  13. angie
    26 de Fevereiro de 2016 at 16:23
    Reply

    essas vinicolas de ica aí perdi tudo hauehae tava muito quente pra tomar um vinho, certeza que viraria um bife!

    vou dar uma lida nas de mendoza, estamos programando uma viagem pra lá!!! <3

    • Camila Lisboa
      26 de Fevereiro de 2016 at 19:46

      Acontece, rs… Mas aprendi a tomar vinho no calor também, mas prefiro a cervejinha 🙂

      E de Mendoza, se precisar de umas dicas, dá um toque porque eu tô atrasada – óbvio – nos posts de lá e ainda não saiu tudo!

  14. Regina Oki
    28 de Fevereiro de 2016 at 19:36
    Reply

    Adorei as dicas e fiquei com saudade de viajar pela América do Sul… Curto muito um vinho tinto e acho o Malbec delicioso! E sabe que, mesmo com a enorme oferta de tintos por aqui, eu continuo tomando alguns chilenos? De vez em quando, compro um Undurraga e o Casillero del Diablo é garrafa cativa aqui em casa…

    • Camila Lisboa
      29 de Fevereiro de 2016 at 19:19

      Veja se acha o Bicicleta, é da Cone Sur. Ele é o patrocinador oficial do Tour de France desse ano, então vai ter uma chuva deles pela Europa com certeza… E é um dos meus preferidos dos Carmenere. Vai gostar, Regina 🙂

  15. Carla
    28 de Fevereiro de 2016 at 21:30
    Reply

    Nossa que bacana! Quando penso em vinho na América do Sul sempre vem à mente Argentina e Chile! Os chilenos por sinal eu adoro! Pelo visto tem muita opção para o enoturismo pela América do Sul!
    Bjs

    • Camila Lisboa
      29 de Fevereiro de 2016 at 19:16

      Eu cito os outros, mas os chilenos tem meu coração (em todos os sentidos hahaha)

  16. Karilayn Areias
    3 de Março de 2016 at 14:11
    Reply

    Todas as dicas são muito legais, mas a que mais me despertou interesse foi Ica, no Peru, provavelmente por ainda não ser modinha. Gosto de conhecer lugares diferentes. 🙂

    http://www.karidesbrava.com.br

  17. Afonso Solak
    6 de Março de 2016 at 15:19
    Reply

    Camila, me surpreendeu Ica! Não imaginava! Não tiro uma vírgula da sua recomendação sobre Mendoza!

    Um abraço maior que o Atlântico,

    Fon

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *