Blog posts

Gastos no Atacama: quanto custa viajar para o deserto?

Gastos no Atacama: quanto custa viajar para o deserto?

Chile, San Pedro de Atacama

É um destino caro, eu sei. Mas a gente te ajuda na estimativa de gastos no Atacama, ou seja, dá pra sair com o bolso preparado desde o Brasil. Mas tudo tem salvação e eu também vou deixar as dicas pra você economizar no Atacama!

Quanto custa viajar para o Atacama?

Gastos no Atacama de hospedagem

Já fiz um post completinho dando dicas de hospedagem, então, para uma viagem estilo mochileiro, pode colocar pelo menos R$50 por noite na sua tabelinha de gastos no Atacama.

Pra casal, um quarto bem simples sai entre R$80 e R$100, dependendo do hostel. Daí pra mais… Tem o Tierra Atacama que deve estar em torno de uns R$1000 a noite. Tem pra todos os gostos e bolsos!


E se for reservar, não esquece da gente! Usando os nossos links parceiros, você ajuda o OMMDA a continuar trazendo dicas:

BookingReservando com esse link aqui da Booking, você não pagará nada a mais por isso e nos ajuda (e muito) a manter o blog!

Anonymous-aiga-first-aid-bg-300px A Real Seguros é um comparador de Seguros Viagens e com o nosso link você já ganha 10% de desconto em qualquer compra!


Gastos no Atacama

Gostos no Atacama com comida 

Acho que é a parte mais cara depois dos tours. No Atacama, pra um almoço simples, você não paga menos de CLP 4000 (mais ou menos R$25) em um restaurante mais no centro e cerca de CLP 2500 a 3000 nos restaurantes populares perto do terminal de ônibus ou do campo de futebol.

Esse é um restaurante que eu gosto muito no Atacama, fica na Calle Tocopilla, entre Gustavo Le Paige e Caracoles
Esse é um restaurante que eu gosto muito no Atacama, fica na Calle Tocopilla, entre Gustavo Le Paige e Caracoles

Isso no horário do almoço, porque pra jantar é difícil encontrar menus, então se quiser comer comida, pode colocar pelo menos de CLP 6000 a 7000 por pessoa.

E se quiser um restaurante barato, eu acabei comendo algumas empanadas aqui, assim como a Katarina, do Outro Blog. E a Márcia comeu em vários restaurantes por lá e fez esse post ótimo e cheio de dicas!

Ah, não se esqueça de deixar 10% – é muuuuuito sem educação não deixar e a propina faz parte da cultura chilena.

O meu tour preferido: Piedras Rojas!
O meu tour preferido: Piedras Rojas!

Gastos no Atacama com tours

Bom, isso depende de cada agência e de cada passeio. Você encontrará preços básicos com agências simples – que lotam as vans com o máximo de turistas possível – e com agências mais exclusivas, que presam por um serviço nota 10.

Mas que fique claro: você vai pagar proporcional ao serviço que está buscando! Não tem mágica nesse ponto – infelizmente.

Se quiser uma agência mais simples, o serviço será mais ou menos igual independente da agência. Use todo o seu poder de convencimento e de negociação pra baixar até o chão os precinhos 🙂

Comparativo de preços dos tours no Atacama
Tour Agências comuns Agências Exclusivas Entradas
Geiseres  

CLP 50000*

CLP 70000 CLP 5000
Valle de la luna CLP 40000 CLP 3000
Laguna Cejar CLP 45000 CLP 15000
Altiplânicas CLP – CLP 3000
Piedras Rojas CLP 35000 CLP 90000 CLP 3000
Salar de Tara CLP 35000 CLP 85000 CLP –
Vulcão Lascar CLP 90000 CLP 170000 CLP –
Termas de Puritama CLP 15000 CLP 45000 CLP 15000
Valle del Arco Íris CLP 20000 CLP 50000 CLP 3000
  • Normalmente o pacote com os 4 passeios sai esse preço.
O Mike e a mulherada blogueira :) Pode encher o saco dele e pedir desconto! Fala que eu que mandei ;)
O Mike e a mulherada blogueira 🙂 Pode encher o saco dele e pedir desconto! Fala que eu que mandei 😉

E se for fazer com as agências bacanudas, indico demais a Ayllu Atacama. Eles me convidaram para fazer vários passeios esse ano – tem um moooooonte de post aqui no blog – e eu amei! Se puder investir, vale a pena! E ah, fala que viu os posts aqui no blog que o Mike vai te dar um descontinho bacana!

O melhor de todos foi Piedras Rojas, mas fiz a lista dos que eu mais gostei nesse post aqui!

Gastos no Atacama: viagem desde Santiago

Se você está planejando uma viagem só pelo Chile, ou mesmo apenas por essa região do Atacama e altiplânico boliviano – Salar de Uyuni lindíssimo! – vale a pena pesquisar bem como começar a viagem.

E, normalmente, o que sai mais barato é começar por Santiago, já que sempre aparecem promoções pra lá.

Aproveite Santiago e veja tudo de cima do prédio mais alto da América Latina, o Sky Costanera.

De Santiago a San Pedro você pode aguentar 24 horas de ônibus direto pela Ruta 5 ou ir de avião até Calama e depois um transfer a San Pedro.

Gastos no Atacama - Salar de Tara
Salar de Tara e o onipresente céu azul do Atacama

De ônibus custa pouco mais de CLP 22000 cada trecho (mas os preços variam por data e quanto mais perto do dia da viagem, mais caro fica!).  Consulte no site da Turbus pra não se surpreender.

A minha dica é pesquisar bastante, já que no Chile tem uma boa low cost – a Sky Airline  – que sempre conta com promoções incríveis! E, muitas vezes, sai até mais barato que ir de ônibus. Eu paguei CLP 36000 (já com as taxas – menos de 200 reais) pelo voo de Santiago a Calama em maio desse ano.

Ah, se for de avião, o transfer de Calama a San Pedro custa CLP 20000 ida e volta.

Gastos no Atacama – Gerais

  • Água de 5 litros: CLP 1750
  • Café expresso: CLP 2000
  • Aluguel de bicicleta: CLP 3000
  • Chaveirinho de llama: CLP 1000
  • Imã de geladeira: CLP 2000
  • Blusa de lã de alpaca: CLP 20000 (mas em Santiago acha mais barato – e na Bolívia sai quase grátis)

A guria fez um compilado de comprinhas no Atacama, dá uma olhada nesse post aqui!

Cambio no Atacama:

Em Santiago vale muito mais a pena fazer o câmbio de reais ou dólares. O real vale cerca de 180 pesos chilenos e o dólar anda em 665 pesos. Em San Pedro o real estava valendo cerca de 160.

Valores atualizados em setembro/16.

As dicas de economia no Atacama por Camila!

Dicas de economia no Atacama parte 1 – Comida

Falei que a média de um menu para almoçar é de CLP 4000 (uns 25 reais) e eu nem falei sobre jantar… Isso pode acabar com o orçamento de um mochileiro mais mão de vaca e acabar com o planejamento de gastos no Atacama, certo?

A solução: Compre comida antes do Atacama e COZINHE!

Normalmente o Atacama está no meio de algum roteiro. Bolívia e Chile. Santiago e Atacama. Argentina e Chile. São infinitas opções, mas na maioria dos casos você passará em alguma cidade antes e você vai economizar muito no supermercado.

Também fique atento aos tours. Muitos tem comida incluída, aí você pode diminuir os gastos no Atacama só se planejando certinho ;)
Também fique atento aos tours. Muitos tem comida incluída, aí você pode diminuir os gastos no Atacama só se planejando certinho 😉

E não precisa viver de miojo não! Dá pra comer bem cozinhando em hostel 🙂 Desde o simples macarrão com atum até uma receitinha mais elaborada, dá pra pagar baratinho e comer bem… Libere o Masterchef que há em você! E ECONOMIZE!

Dicas de economia no Atacama parte 2 – Bicicleta

E tem um post completinho falando que passeios dá pra fazer de bicicleta e economizar a maior grana! Fora que é bem mais divertido, né?

Dicas de economia no Atacama parte 3 – Negocie

Tudo! Desde os passeios até a lembrancinha!

No Chile não é tão comum essa coisa de negociar, mas essa região é de uma cultura tão misturada que essa coisa de negociar tuuuuudo é bem aceita. Até a primeira virgula, claro.

Em San Pedro não é tão abusivo quanto Bolívia e Peru por exemplo, que você sabe que estão cobrando o dobro porque você tem uma carinha de gringo… É a mesma lógica do Brasil, se você for levar vários itens, dá pra negociar. Passeios e lembrancinhas dá pra usar um charme e baixar os preços. Então aproveite pra fazer amigos e ir em bando… quanto mais gente pra um tour, mais baixo o preço.

Mas não espere aquele superdesconto. Entre 10 e 15% é a média que você vai conseguir abaixar o preço. Mas já ajuda, né?

Negociar não ofende, né? Oremos para ter vários descontinhos pra diminuir seus gastos no Atacama!
Negociar não ofende, né? Oremos para ter vários descontinhos pra diminuir seus gastos no Atacama!

 E aí, o que faltou? Conta pra gente e nos ajude a deixar o post de Gastos no Atacama mais completo!

About the author

Viciada em viajar, mas que sossegou - só um pouco - no Chile pra abrir um hostel. Já esteve em 9 países e 90 cidades fora do Brasil. Não sabe nadar (mas sabe andar de bicicleta). É facilmente comprável com doces e bom café. E é mão de vaca (isso é um dado importante).

69 Comments

  1. Paula Augot
    17 de setembro de 2016 at 14:58
    Reply

    Camila

    Excelente post! Eu estou começando a recolher informações pq estava pensando numa viagem entre Chile e Bolivia no ano que vem, achei bem interessante os seus outros posts que falam sobre passeios de bicicleta tambem!

    • Camila Lisboa
      19 de setembro de 2016 at 21:30

      Em uma dessas vindas pra América do Sul, pode dar uma esticada! 🙂 Vai adorar! E o Uyuni é incrível! Eu quero muito voltar pra lá!

  2. Murilo Pagani
    17 de setembro de 2016 at 17:11
    Reply

    Como eu sonhooo com esse destino viu!!
    Preciso me planejar de verdade e ir o quanto antes…
    Fico babando com suas fotos!!

    E já vi que vou ter que reservar mais grana d que imaginava e cozinhar muitooooo!! hahahaha

    O post tá mega completo!
    🙂 🙂 🙂

    Abraço

    • Camila Lisboa
      19 de setembro de 2016 at 21:29

      Cozinha mesmo porque é a melhor dica pra economizar! 🙂 Eu levei de tudo e não gastei nada com comida kkkkk

  3. Gê Azevedo - Mineiros na Estrada
    17 de setembro de 2016 at 18:13
    Reply

    Ah, nem, Camila, lá vem você de novo com esses posts do Atacama que ficam me fazendo a maior vontade! 😀
    Eu guardo tudinho o que você posta para quando chegar minha vez!
    Abraços!

    • Camila Lisboa
      19 de setembro de 2016 at 21:28

      Hahahaha… prometo que vou terminar a saga Atacama em breve =P 20 posts já tá bom! =D

  4. Jessica Veneravel
    17 de setembro de 2016 at 20:54
    Reply

    Adorei as dicas! Já estamos planejando a tempos uma viagem para o Atacama. Em 2017 estamos lá e vamos usar essas dicas.

    • Camila Lisboa
      19 de setembro de 2016 at 21:27

      Opa! 🙂 Espero que ajude e, se precisar, tem mais uma porrada de posts aqui no blog 🙂

  5. Josiane Bravo
    17 de setembro de 2016 at 23:26
    Reply

    Camila, que dicas preciosas, adorei tudo. Eu ainda não conheço, mas estou seriamente pensando em ir ano que vem e aproveitar para ir para Bolivia também. Eu babo nas fotos de San Pedro, que cidadezinha mais charmosinha né, e o Atacama é maravilhoso.
    Suas fotos ficaram lindas, inspiradoras.

    Abraços

    • Camila Lisboa
      19 de setembro de 2016 at 21:26

      Atacama + Uyuni é uma combinação mais que perfeita! Se joga! 🙂

  6. Larissa Pereira
    18 de setembro de 2016 at 12:02
    Reply

    O Atacama é um lugar que eu preciso voltar. Fui a San Pedro em 2011 e acabei não fazendo muitos tours pelo deserto, pois tinha acabado de chegar do Salar e estava morta. Mas me arrependo muito de não ter conhecido o deserto melhor. Vou levar suas dicas numa próxima vez, adorei ver os gastos, tudo muito bem explicadinho!

    • Camila Lisboa
      19 de setembro de 2016 at 21:26

      É Larissa… a primeira vez que eu fui também não aproveitei bem! No meio de um roteiro mais cheio, o Atacama acaba ficando meio de lado mesmo (porque é caro, rs). Vale uma visita exclusiva pra conhecer tudo nos detalhes 🙂

  7. Luis Seco
    18 de setembro de 2016 at 19:34
    Reply

    Sou louco por desertos! O Deserto de Atacama está nos meus planos há muito tempo, tal como o de Gobi. Foi muito bom encontrar este artigo para alimentar esta vontade de ir. Muito obrigado pelas dicas.

    • Camila Lisboa
      19 de setembro de 2016 at 21:22

      E tem mais uns 20 posts pra alimentar ainda mais a vontade! Vem pro Chile 🙂

  8. Camila Salgueiro
    19 de setembro de 2016 at 10:24
    Reply

    Olá Camila, obrigada pelo post, super útil e detalhado!
    Quero muito incluir o deserto do atacama em um roteiro próximo e com todos os valores dá pra ser programar sem problemas! 😀

    • Camila Lisboa
      19 de setembro de 2016 at 21:19

      Espero que possa ajudar nesse roteiro! E que saia do papel logo 🙂

  9. Sonia justo
    19 de setembro de 2016 at 19:34
    Reply

    Que publicação tão completa, adoro deserto mas o único que conheço é o sahara. adorei as dicas de economia, quem não gosta de poupar dinheiro, não é?

    • Camila Lisboa
      19 de setembro de 2016 at 21:18

      Pode colocar o Atacama na lista dos desertos, Sonia! 🙂 É maravilhoso!

  10. Paulo Henrique Lira
    21 de setembro de 2016 at 20:19
    Reply

    Melhores dicas!!!! Camila, planejo ir em janeiro de 2017 e suas dicas ajudaram demais na minha pesquisa. A dúvida é sobre quanto tempo ficar, me dá uma ideia?!

  11. Karliane
    21 de setembro de 2016 at 21:23
    Reply

    Que legal! O post me ajudou bastante no meu planejamento. Vou lá conferir tudo agora em outubro. 😀

    • Camila Lisboa
      26 de setembro de 2016 at 14:09

      Oba! Quando voltar me conta se as dicas serviram pra alguma coisa, rs…

  12. Ana Carolina Miranda
    23 de setembro de 2016 at 07:58
    Reply

    Camila fui ao Chile no ano passado e gastei muito!!! Achei este post excelente, pois é bem importante termos uma estimativa de preço antes da viagem. O Atacama é um dos lugares que pretendo ir em breve!

    • Camila Lisboa
      26 de setembro de 2016 at 14:07

      Sério? Bom, é fácil se perder nas contas por aqui, principalmente com comida – que é o mais caro. Eu sempre tento dar umas dicas pra baratear, aí ajuda a gente a viajar mais, né? =)

  13. Eduardo
    5 de outubro de 2016 at 17:02
    Reply

    É tudo muito lindo e inesquecivel, mas confesso que quando cheguei la dei uma desanimada quando vi os preços de tudo. Me planejei baseado em vários posts, mas quando cheguei la foi diferente. Deixei de fazer algumas coisas, aluguei uma bicicleta e fiz de bike tudo q podia, depois de 5 dias resolvi descer pra Argentina, valeu muito a pena.

    • Camila Lisboa
      5 de outubro de 2016 at 20:51

      É caro mesmo! Mas com bicicleta dá pra conhecer MUUUUITA coisa 🙂 Eu aproveitei demais com a bicicleta também (é bom que ainda faz um exercício nervoso, rs… aquele monte de subida e descida, rs)

  14. Sarah Stephane
    21 de outubro de 2016 at 08:03
    Reply

    Tem um restaurante na Caracoles chamado Estrella Negra, se não me engano é vegetariano, com preços mais baixos(tem pratos de 2500 CLP, fui em julho do ano passado) e comida muito boa, a quem for eu indico a salada com batatas salteadas que é dos deuses e qnd fui tava 3500 CLP:)

    • Camila Lisboa
      24 de outubro de 2016 at 12:40

      Ai que delícia! Não conheço, mas ja fiquei com água na boca pensando em batatas salteadas 🙂

  15. Marcos
    21 de outubro de 2016 at 09:25
    Reply

    Parabéns pelo post. É bom explicar no texto para os desavisados que “propina” = “gorjeta” em espanhol. Quem não conhece vai entender outra coisa completamente diferente, rs.

    Abs.

    • Camila Lisboa
      24 de outubro de 2016 at 12:39

      Na primeira vez todo mundo fica com essa dúvida mesmo, né? E faz cara de susto ainda hahahah

  16. Sartenada
    6 de dezembro de 2016 at 06:27
    Reply

    Poxa. Amei.

  17. Michela
    27 de abril de 2017 at 15:06
    Reply

    Olha Camila, este post está bom demais! Para mim, que sou viajante econômica, adoro este tipo de dica para me programar antes de pensar em viajar para um lugar. Muito bom, parabéns!

    • Camila Lisboa
      18 de junho de 2017 at 18:18

      O Atacama é meio caro, então todas dicas pra economizar são bem vindas 🙂

  18. Alessandra Fratus
    27 de abril de 2017 at 17:18
    Reply

    Amei, Camila! As fotos, as dicas! Quero muito!!!! Quem sabe esse ano, né?!

    • Camila Lisboa
      5 de maio de 2017 at 17:02

      Vamo tirar essa viagem pro Chile do papel? 🙂

  19. Ana Paula Fidelis
    27 de abril de 2017 at 19:20
    Reply

    Muito maneiro o post! Com certeza o Atacama está na minha lista de lugares imperdíveis, quero muito ir! Só não sei ainda quando! kkk

    • Camila Lisboa
      5 de maio de 2017 at 17:02

      Pode acelerar os planos que vale a pena demais 🙂

  20. Aldeide
    27 de abril de 2017 at 20:37
    Reply

    Dicas utilissímas Camila, parabéns!
    Se for pra lá vou grudar no seu Blog pra ir bem informada. 😁

    • Camila Lisboa
      5 de maio de 2017 at 17:01

      opa 🙂 e qualquer dúvida, só comentar 🙂

  21. Ruthia O Berço do Mundo
    28 de abril de 2017 at 04:06
    Reply

    É super importante estar preparado, para não deixar de curtir o destino por preocupações desse tipo. O seu post vai ajudar muito quem estiver a planear uma viagem para o deserto. Parabéns
    Abraço desde Portugal

    • Camila Lisboa
      5 de maio de 2017 at 20:11

      Oi Ruthia 🙂 Obrigada por comentar! 🙂

      E espero que ajude mesmo! Era justamente essa a intenção!

  22. Pedro Henriques
    29 de abril de 2017 at 10:54
    Reply

    Olá! Espero um dia poder visitar o Atacama, não acredito que será num futuro próximo, mas quando chegar a altura este artigo vai ser muito util no planeamento da viagem, obrigado!

    • Camila Lisboa
      3 de maio de 2017 at 11:39

      Obrigada por comentar 🙂

  23. Matheus Crespo
    29 de abril de 2017 at 18:47
    Reply

    Ai que viagem dos sonhos, quero muito!!! Amei as suas dicas pra economizar, tenho certeza que vai ajudar muita gente que já está com viagem marcada.

    • Camila Lisboa
      5 de maio de 2017 at 16:51

      Atacama é dos sonhos mesmo! 🙂 Uma lindeza pra todo lado… é meio carinho, mas se organizar, dá pra economizar 🙂

  24. Luciana Rodrigues
    30 de abril de 2017 at 05:35
    Reply

    Gostei demais das dicas e de saber os preços. Com certeza vou contatar o Mike!

    • Camila Lisboa
      3 de maio de 2017 at 11:37

      O serviço da Ayllu é excelente <3

  25. Edson Amorina Jr
    1 de maio de 2017 at 08:46
    Reply

    Ê… que saudades do Atacama, foi um excelente passeio. Fizemos bastante coisa, alugamos uma bike para conhecer vários pontos, mas não fizemos o seu tour preferido, Piedras Rojas. 🙁

    • Camila Lisboa
      3 de maio de 2017 at 11:37

      Uma excelente desculpa pra voltar! 😉

  26. Gisele
    8 de maio de 2017 at 02:05
    Reply

    A primeira coisa que pesquiso antes de comprar as passagens é “quanto custa viajar para tal lugar”. O seu post tá bem detalhado, melhor ainda com essas dicas pra economizar. Adorei!

    • Camila Lisboa
      9 de maio de 2017 at 19:33

      É bom preparar o bolsinho antes de viajar pra não voltar falido, rs…

  27. Julia
    20 de maio de 2017 at 12:00
    Reply

    Adorei seu post Camila, eu e meu marido embarcamos no dia 10/06/2017 para o Atacama + Uyuni, faremos uma escala em Santiago (de madrugada) e iremos direto para Calama. Minha dúvida é: Trocar reais por pesos chilenos no aeroporto é melhor que trocar no Brasil? Você sabe se a casa de câmbio do aeroporto de Santiago funciona de madrugada? E uma ultima duvida, ainda sobre dinheiro, para as refeições no Atacama que não estão inclusas nos passeios, é melhor pagar em dolar ou em peso chileno? Porque pelas minhas pesquisas os passeios e hoteis compensam ser pagos em dolar, você concorda?
    Obrigada!!!

    • Camila Lisboa
      20 de maio de 2017 at 13:56

      Trocar no aeroporto é melhor que no Brasil sim! E a casa de câmbio funciona 24 horas, pode ficar tranquila… Mas, dependendo da taxa do seu banco para saque internacional, vale mais a pena sacar em algum caixa eletrônico. Os bancos chilenos cobram por saque (em geral 4000 pesos = 20 reais) então sugiro que você saque o máximo que são 200 mil (1000 reais) para dissolver essa taxa 😉

      E os passeios dá pra pagar em dolar ou peso chileno, mas normalmente a taxa sai melhor pra pesos (com a cotação de Santiago, não a do Atacama).

      No fim, falei falei e não falei nada… rs… Mas acho que você deveria trocar uma parte no aeroporto (reais), mas se tiver dolar, vai valer mais a pena no Atacama (reais não).

  28. fabiano
    8 de agosto de 2017 at 16:06
    Reply

    Ca,quando esteve em San Pedro pesquisou a agencia de Jesus,meu amigo,que se encontra no final da Caracoles,quase esquina com Domingos Atienza?Ele costumava ser bem mais barato nesses tours,sendo que tem alguns exclusivos.Muito procurado pelos europeus.

    • Camila Lisboa
      9 de agosto de 2017 at 14:32

      Peguei a média das agências, Fabiano… conta aí desses preços mais baratos 🙂

      E ah, lembrando que as agências ‘top’ são beeeeeeeem mais caras mesmo!

  29. Stela
    13 de setembro de 2017 at 03:08
    Reply

    Camila tudo bem?? Adorei a sua publicação e gostaria de pedir uma opinião por gentileza.
    Irei a Santiago em outubro deste ano, por 9 dias inteiros, não contei as datas de ida e volta pro Brasil. Inicialmente faria a viagem toda em Santiago + passeios próximos que partem de lá. Mas há algum tempo vem crescido o meu interesse em aproveitar a viagem à Santiago e ir conhecer Atacama. Gostaria de saber se outubro é uma época boa para isso, se valeria a pena em uma primeira viagem à Santiago deixar alguns dias para Atacama mesmo.
    Pensei em trocar embalse el yeso e o passeio pelos termas próximos…diminuir um dia de vinícolas, e ir passar uns 3 dias

    • Stela
      13 de setembro de 2017 at 03:10

      Muito obrigada!!

    • Camila Lisboa
      27 de setembro de 2017 at 16:27

      Vale a pena sim, Stela! Acho que uns 3 dias no Atacama daria pra conhecer o básico e ficar com vontade de voltar… rs…

      Acho que 5 dias em Santiago + 1 para transporte + 3 no Atacama seria uma viagem espetaclar!

  30. Ana
    26 de setembro de 2017 at 13:38
    Reply

    Oi Camila, tudo bem?
    Os principais passeios você fechou o pacote por CLP 50.000 em qual agência?
    Dei uma procurada por aqui e os valores variam muito e parecem mais caros, esse realmente é um valor praticado lá?

    (Geiseres / Valle de la luna/ Laguna Cejar / Altiplânicas = CLP 50000*)

    Obrigada,

    • Camila Lisboa
      27 de setembro de 2017 at 16:15

      Oi Ana! Em qualquer agência lá na Caracoles você consegue esse preço, viu…

  31. Rafael
    9 de outubro de 2017 at 02:03
    Reply

    olá, vi que no Chile é bem complicado entrar com comida do exterior , mas depois que estamos lá em Santiago podemos levar comida(dos mercados em Santiago) nas malas despachadas pra Calama?
    obrigado

    • Camila Lisboa
      29 de outubro de 2017 at 19:09

      tranquilo, nenhum problema em voos internos 😉

  32. rafael bandeira de oliveira
    13 de outubro de 2017 at 02:00
    Reply

    Já mandei email pra agência e falei que conheci eles através do teu site
    Vamos ver os preços.

    • Camila Lisboa
      29 de outubro de 2017 at 18:36

      Espero que não saia tão caro, rs.

  33. rafael bandeira de oliveira
    13 de outubro de 2017 at 03:33
    Reply

    Comparativo de preços show de bola, não achei em nenhum blog esse comparativo, top 10

  34. Juliana Akemi
    31 de outubro de 2017 at 05:25
    Reply

    Olá Camila! Em primeiro lugar adorei suas dicas!!!!
    Estou com viagem marcada para San Pedro em dezembro………é uma das maiores dúvidas é em relação ao câmbio…..sei que em Santiago tem melhores cotações……mas eu não ficarei em Santiago.Minha conexão é de 4 horas….. então ou eu troco no aeroporto ou em San Pedro.E vi em um de seus comentários que o dólar é bem cotado….vc saberia me dizer se o euro seria uma boa? Tenho euros em casa e gostaria de saber de compensaria… obrigada

    • Camila Lisboa
      31 de outubro de 2017 at 13:31

      Dolar é uma ótima opção, viu… então, acho que o Euro anda na mesma, mas não te posso garantir porque não vi cotação de lá =/ Mas com certeza ambas opções vão melhor que o real, vai na fé!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *