Blog posts

Terevaka: vista 360º da ilha de cima do maior vulcão

Terevaka: vista 360º da ilha de cima do maior vulcão

Chile, Ilha de Páscoa

O Terevaka quase ficou como uma coisa a se fazer numa próxima visita. Quase. Nos 45 do segundo tempo decidi ir, no fim de tarde do último dia na Ilha e valeu muito a pena.

O Terevaka é um dos 3 vulcões da ilha (sim, todos estão inativos) e é o mais alto, assim que conta com uma vista quase que 360º do oceano Pacífico e de lá se pode ver grande parte da ilha.

Se você quiser fazer uma caminhada mais longa, é só seguir de Hanga Roa, onde você provavelmente estará hospedado, até o Ahu Akivi (esse aqui, que tem os 7 moais olhando para o mar).

Ahu Akivi
Ahu Akivi

 

De bicicleta são cerca de 45 minutos, a pé pode colocar uma hora e quinze a uma hora e meia. De lá, um pouco antes dos moais tem uma estrada indo para a direita. A partir daí, se você foi de carro, tem que deixar a preguiça o possante estacionado e seguir a pé. O caminho é bem marcado, mas tem partes que tem váááários caminhos, mas todos chegam no Terevaka, vai na fé.


Use os nossos parceiros para viajar tranquilo e ajudar o OMMDA:

BookingReservando com esse link aqui da Booking, você não pagará nada a mais por isso e nos ajuda (e muito) a manter o blog!

Anonymous-aiga-first-aid-bg-300px A Real Seguros é um comparador de Seguros Viagens e com o nosso link você já ganha 15% de desconto em qualquer compra!


O caminho mais largo é o mais fácil e mais longo, mas não corre risco nenhum de se perder. Se quiser o jeito mais tranquilo, é uma boa opção.

De uma hora a uma hora e meia você chega no ponto mais alto da ilha, tendo essa vista maravilhosa do por do sol se você escolher ir no fim de tarde.

Mas decidir ir no fim de tarde tem seu porém: anoitece. Voltar a noite é meio chatinho (mas nada que uma lanterna não resolva, certo?).

Por conta da falta de luz, a descida também foi de cerca de uma hora, tomando cuidado com as raízes pelo caminho.

Terevaka
Terevaka

E se voltar de noite ainda tem mais um brinde, um céu incrível, digno de Atacama. Te convenci, não? 🙂

 

About the author

Viciada em viajar, mas que sossegou – só um pouco – no Chile pra abrir um hostel. Já esteve em 9 países e 90 cidades fora do Brasil. Não sabe nadar (mas sabe andar de bicicleta). É facilmente comprável com doces e bom café. E é mão de vaca (isso é um dado importante).

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *