Blog posts

Valle de la luna – Série San Pedro de Atacama

Valle de la luna – Série San Pedro de Atacama

Chile, San Pedro de Atacama

Deixa eu começar explicando o contexto, fiz esse passeio um dia antes da saída pro tour de 3 dias no Salar de Uyuni, ou seja, estava muito mais ansiosa pro salar do que pra fazer o Valle de la Luna e Valle de la Muerte

Quer saber mais de SPA? Leia todos os posts que escrevemos nesse link aqui.

Então, na ansiedade de conhecer o Salar, acho que estava um pouco negativa pra esse passeio, admito. E admito também que sou fresca e não gosto de lugares com muitos turistas (se você é assim igual eu, fuja para as montanhas ou faça um tratamento a base de muito suco de maracujá antes de ir a SPA).

Anda-se bastante no Valle de la Luna, conhecemos as 3 marias, o anfiteatro (o de Cafayate é mais bonito, rs) e entramos meio que numa caverna. Você fica cheio de areia até em lugares inimagináveis oO e dá pra tirar dunas do tênis, sério!

Não tenho problemas com isso, mas achei só que não compensou: ficou aquela sensação de passeio meio sem graça, mas acho que por conta das paisagens que eu já tinha visto antes em Cafayate. Como eu gosto de ser sincera com vocês, guys, tento sempre explicar o porquê das minhas opiniões e sei que tem gente que acha que lá é um dos lugares mais bonitos… questão de opinião mesmo!

Valle de la Luna - San Pedro de Atacama
As três Marias – reza a lenda que parecem três mulheres rezando, uma ajoelhada, uma em pé e outra em uma posição mistica.

No Valle de la Muerte foi massa, a maioria dos tours pararam num ponto bem acima do valle, mas nós entramos mais, indo numa parte mais baixa. Andamos um pouco e o guia pediu para que nós ficássemos de mãos dadas e fechássemos os olhos. Ele levou todo mundo por uns 20 metros de olhos fechados e deixou todo mundo de cara com o Valle. Isso foi bem bacana pois não ‘nos acostumamos’ com a paisagem e abrir os olhos e ver um lugar tão diferente choca.

Vai viajar? Reserve sua hospedagem com esse link da Booking e ajude o OMMDA 🙂

Isso foi uma sacada bem legal do guia! Mas (não é um mas criticando, é só num caráter de comentário porque achei a ideia do guia bem boa mesmo) as fotos não saíram boa por causa da luz. Como estávamos mais pra baixo, pegamos a sombra e boa parte do valle estava no sol… aí não favorece né. Mas mesmo assim, foi o ponto alto do tour.

Valle de la Luna - San Pedro de Atacama

No fim, como já citei no começo, paramos na pedra do coiote para ver o por do sol, que foi lindíssimo!

O que eu achei do Valle de la Luna?

No fim, acho que eu deveria ter mantido o cronograma e feito o sandboard, indo até lá de bicicleta, acho que teria aproveitado mais. Só desisti dessa ideia porque tava muito sol e muito calor (pensa, em pleno dezembro, o sol de lascar que tava).

Siga a gente no Instagram! @omelhormesdoano e use #omelhormesdoano pra compartilhar as suas fotos com a gente!

O complicado é perder o fim de tarde lindo…

Valle de la Luna - San Pedro de Atacama
Turistas, turistas everywhere…

Gastos:

Nesse passeio se paga pra entrar no Valle de la Luna: CLP 2000

Fora os custos do pacotão de tours, que já passei aqui nesse post.


Use os nossos parceiros para viajar tranquilo e ajudar o OMMDA:

BookingReservando com esse link aqui da Booking, você não pagará nada a mais por isso e nos ajuda (e muito) a manter o blog!

Anonymous-aiga-first-aid-bg-300px A Real Seguros é um comparador de Seguros Viagens e com o nosso link você já ganha 15% de desconto em qualquer compra!


Quando:

100% dos passeios ao Valle de la Luna saem de San Pedro de Atacama às 16 horas. Planeje-se!

E no final…

Acho que faltou carinho e paciência mesmo (e isso dá pra perceber até nas fotos, que não tão bonitas, admito!). O passeio tinha tudo pra ser maravilhoso e no final, pra mim, foi a experiência menos memorável do Atacama. Mas fica o aprendizado: controlar a ansiedade e viver o momento (e parar de ficar doida pensando no Uyuni, rs).

Reserve com a Booking e nos ajude a continuar trazendo muitas dicas de viagens!

Gostou desse post? Compartilhe na suas redes sociais!

About the author

Viciada em viajar, mas que sossegou – só um pouco – no Chile pra abrir um hostel. Já esteve em 9 países e 90 cidades fora do Brasil. Não sabe nadar (mas sabe andar de bicicleta). É facilmente comprável com doces e bom café. E é mão de vaca (isso é um dado importante).

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *