Blog posts

Rapa Nui: explorando os moais da região centro oeste da ilha

Rapa Nui: explorando os moais da região centro oeste da ilha

Chile, Ilha de Páscoa

Um bom plano para explorar essa região da Ilha de Páscoa é alugar uma bicicleta, moto, quadriciclo ou ir a pé. O caminho é bem ruinzinho em algumas partes, fica bem complicado passar de carro.

E o caminho é longo, então de bicicleta ou a pé se prepare para gastar todo o dia nisso!

O começo é saindo por Hanga Roa em direção norte, com a primeira parada em Tahai, um lugar onde se pode perceber como os Rapa Nui modificaram a estrutura da ilha para construir suas casas e centros cerimoniais.

Sim, é a foto de um mapa bem gasto que foi muuuuuito usado nos 13 dias de Rapa Nui
Sim, é a foto de um mapa bem gasto que foi muuuuuito usado nos 13 dias de Rapa Nui

E não era apenas um centro cerimonial, o lugar também era utilizado para o controle do acesso ao/pelo mar, pois ali havia como um pequeno porto.

E é claro, os moais que estão ali são bastante importantes:

Ahu Vai Uri: uma plataforma com 5 moais de diferentes tamanhos e conservação.

image

Ahu Tahai: É a plataforma do meio, com um moai solitário (e gigante). A tradição diz que é o mais antigo da ilha.

Ahu Ko Te Riku: é a plataforma com o moai mais completo da ilha, foi restaurado com seu chapéu cabelo (Pukai) colocado de volta ao lugar original e com os olhos também reconstruídos. É uma representação de como a maioria dos outros moais estavam antes da degradação natural pelo tempo.


Use os nossos parceiros para viajar tranquilo e ajudar o OMMDA:

BookingReservando com esse link aqui da Booking, você não pagará nada a mais por isso e nos ajuda (e muito) a manter o blog!

Anonymous-aiga-first-aid-bg-300px A Real Seguros é um comparador de Seguros Viagens e com o nosso link você já ganha 15% de desconto em qualquer compra!


image

Seguindo um pouco mais em direção ao norte você pode encontrar Ahu Akapu, um solitário moai na costa.

A estrada segue rumo ao norte da ilha, mas nesse ponto a coisa se complica para quem não vai a pé: o caminho tem muitas pedras e buracos, fica bem caótico de andar de bicicleta ou dirigir. Muitas vezes tive que descer da bike e empurrar porque dava um medo danado de cair feio.

O próximo ponto MUST GO é a caverna Ana Kakenga, a caverna das duas janelas (cueva de las dos ventanas), que é são duas janelas lindas para o Pacífico. Uma vista incrível que contamos mais detalhes nesse post aqui.

Cueva Dos Ventanas
Cueva Dos Ventanas

Na curva da estrada encontra-se o Ahu Te Peu, um dos altares que tem melhor estrutura de blocos (porém todos os moiais desmaiados )

A segunda parte desse roteiro sai logo logo, afinal, pra fazer tudo isso num dia só tem que ter perna 😉

Vai para a Ilha de Páscoa? Confira todas as nossas dicas aqui!

About the author

Viciada em viajar, mas que sossegou – só um pouco – no Chile pra abrir um hostel. Já esteve em 9 países e 90 cidades fora do Brasil. Não sabe nadar (mas sabe andar de bicicleta). É facilmente comprável com doces e bom café. E é mão de vaca (isso é um dado importante).

1 Comment

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *