Blog posts

La Paz: Chacaltaya

La Paz: Chacaltaya

Bolívia, La Paz

Primeiro: é CHA – CAL – TA – YA … Eu demorei muito tempo pra acostumar e não confundir e falar CHALCATAYA… tá, quase na mesma mas ok, só pra vocês não serem noobs igual eu! 🙂

Bom, a montanha de nome difícil fica na cordilheira dos Andes e é passeio obrigatório pra quem vai pra La Paz… além disso é um dos passeios preferidos por nós brasileiros, muito provavelmente pelo fator neve. Tem quase 5500 de altura e fica muito próximo a Huayna Potosí, que é alvo de trekkings mais pesados e escaladas.

DSC00739

É um passeio relativamente barato, coisa de bs 70 por pessoa (+-10 dólares para a van que te leva e normalmente um guia bem michuruca) e mais bs 15 de acesso a montanha.

Fui em dezembro de 2013 e vou contar mais ou menos como foi…

Quer conhecer os roteiros das viagens que fizemos? Dê uma olhadinha aqui.

O caminho de La Paz até a montanha é meio medonho, cheio de estradas estreitas e pequenos penhascos, mas tô bem, tô viva!

Chegamos a base do Chacaltaya e a guia deu as instruções (aquela coisa, ir no ritmo, não subir se nãio tiver se sentindo bem… é importante seguir seu ritmo, a altitude pega!). Subimos poucos metros e eis que começa a nevar! Eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!! Em dezembro eu não esperava pegar neve mas nevou pra caramba!!! Foi massa porque foi totalmente inesperado!

Pensa num monte de criança feliz vendo neve (na van que fui tinha uns 15 brasileiros)…

 DSC00749


Use os nossos parceiros para viajar tranquilo e ajudar o OMMDA:

BookingReservando com esse link aqui da Booking, você não pagará nada a mais por isso e nos ajuda (e muito) a manter o blog!

Anonymous-aiga-first-aid-bg-300px A Real Seguros é um comparador de Seguros Viagens e com o nosso link você já ganha 15% de desconto em qualquer compra!


Com a neve caindo e a neve que já tava na montanha, começou a ser meio complicado pra subir… superescorregadio. Resolvi não esforçar e subir mais, até porque a descida é pior ainda e eu realmente fiquei com medo de escorregar morro abaixo. Teve um povo que chegou até em cima sim, eu fui mais cagona  resguardada =) Tinha um casal de gaúchos que estavam na van, a moça nunca tinha visto neve e pirou em ficar brincando. Resultado: as pontas dos dedos ficaram pretas e não voltaram ao normal até a gente descer da van. Certeza que não é muito saudável né, mas não tenho ideia das implicações disso pra saúde…

Na volta já estávamos morrendo de fome e cansaço, desistido Valle de la Luna (e vamos lá, acho que não ia acrescentar nada na vida nessa viagem, tinha acabado de vir do Atacama e do norte da Argentina).

Gastos:

70 bs da van + guia

15 bs de entrada a montanha

About the author

Viciada em viajar, mas que sossegou - só um pouco - no Chile pra abrir um hostel. Já esteve em 9 países e 90 cidades fora do Brasil. Não sabe nadar (mas sabe andar de bicicleta). É facilmente comprável com doces e bom café. E é mão de vaca (isso é um dado importante).

8 Comments

  1. Eduardo Corrêa
    12 de Janeiro de 2016 at 20:58
    Reply

    Olá Camila! Ótimo texto sobre Chacaltaya. Estarei indo a Bolivia para um mochilão de 20 dias e uma das paradas certamente é o Monte Chacaltaya, vi vários depoimentos pela internet, mas não achei a informação que preciso, que seria quanto tempo de tour? Pois vi que existem tours no mesmo dia do Chacaltaya e depois Valle de La Luna, gostaria de fazer os dois, se possivel no mesmo dia para ganhar tempo e pegar o Bus da madrugada até Cochabamba, então só gostaria de saber mais ou menos o tempo de tour pelo Chacaltaya.

    Grato,

    Eduardo Che

    • Camila Lisboa
      13 de Janeiro de 2016 at 09:02

      Oi Eduardo! Obrigada pelo comentário… porque relendo, eu vi que faltou essa informação mesmo! O passeio ao Chacaltaya já vem incluso o Valle de la Luna em La Paz (lugar que eu acabei pulando mesmo), então sim, dá pra fazer no mesmo dia tranquilo.

      E dá pra pegar o ônibus até Cochabamba com certeza, se ele sair depois das 8 da noite é 100% seguro porque o tour normalmente começa cerca de 10 da manhã e volta no fim do dia, umas 6 da tarde.

      Abraços e boa viagem!

      Camila

      PS: Se ainda não reservou nenhuma hospedagem pra viagem, a gente tem esse link da booking aqui http://www.booking.com/?aid=807509 que nos rende uma ajudinha ao blog! Se puder ajudar e reservar por aqui, agradeço imensamente!

  2. Eduatdo
    20 de agosto de 2016 at 14:03
    Reply

    Boa tarde Camila, estou indo ano que vem a Machu Pichu, Lima é estou pensando em ir em Lá Paz e Chacaltaya, quais os meses mais prováveis de ter neve?

    Obrigado

    • Camila Lisboa
      29 de agosto de 2016 at 10:22

      Olá 🙂 olha… no verão é mais provável que tenha neve, já que o clima é mais úmido… mas nessa altitude, é tudo questão de sorte mesmo, as vezes um dia mais úmido no inverno já rola uma neve! =)

      Eu fui em dezembro e tava assim, nevadinho 🙂

  3. angela sant anna
    3 de dezembro de 2016 at 11:49
    Reply

    wtf os dedos ficaram pretos!!!! djezus que loucura meooo vai q dá piripaque e tem que cortar aheuahe
    não sabia que era tão fucking alto, achei q tinha uns 4500 o.O com ctz eu faria a mesma coisa q vc, pq com a sorte q tenho ia trupicar e sair rolando quebrando as costelas

    • Camila Lisboa
      4 de dezembro de 2016 at 16:04

      Mano, essa tia tava locona com a neve, vc não tem ideeeeeia

  4. Marcio
    3 de julho de 2017 at 01:35
    Reply

    Os dedos pretos no frio podem ser sintomas da síndrome de Raynaud.
    Pretendo ir à Bolívia em março com minha esposa, e, apesar de nós não sermos exatamente amantes do frio, ela quer conhecer a neve. Temos chance de ver neve nessa época do ano?

    • Camila Lisboa
      6 de julho de 2017 at 17:16

      Até tem, pela altitude… os meses de chuva por lá são o verão, então tem chance sim de nevar nas montanhas!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *