Blog posts

Kuelap: a nova Machu Picchu no norte do Peru

Kuelap: a nova Machu Picchu no norte do Peru

Chachapoyas, Peru

Pra ficar um título bem real seria: a nova Machu Picchu mais barata, com menos turistas e com a vista mais bonita. Mas aí acho que seria um título que soaria muito sensacionalista, rs. Mas não se pode negar, Kuelap é uma ruína incrível que fica próxima a cidade de Chachapoyas, no norte do Peru, bem no meio da selva baixa peruana.

Como chegar a Kuelap?

Kuelap

1) Um taxi ou van até a cidade de Tingo (cerca de 70 km de Chachapoyas) e deve custar algo em torno de S8 a S10 cada trecho. De lá, uma subida BEM INCLINADA de uma a duas horas pra alcançar a entrada das ruínas

2) Um tour no valor de S30 que tem a van e um guia incluídos.


Use os nossos parceiros para viajar tranquilo e ajudar o OMMDA:

BookingReservando com esse link aqui da Booking, você não pagará nada a mais por isso e nos ajuda (e muito) a manter o blog!

Anonymous-aiga-first-aid-bg-300px A Real Seguros é um comparador de Seguros Viagens e com o nosso link você já ganha 15% de desconto em qualquer compra!


É difícil fugir dos tours em Chachapoyas, viu. Mas pelo menos eles tem um preço justo e um bom serviço. Mesmo eu que não gosto, não me incomodei tanto assim em ir com eles.

Kuelap

“Eles são os mais brancos e os mais lindos de todos os povos que eu já vi. Suas mulheres são tão bonitas que, por causa da sua beleza, tornam-se esposas dos incas e são levadas para o Templo do Sol.” Pedro Cieza de León – cronista espanhol sobre os Chachapoyas

O que esperar?

Kuelap foi descoberta em 1843 e foi construída no século IX pelo povo Chachapoya, que foi dominado pelos incas por volta do século XIV, depois de muitas batalhas, muitas ganhas pelos Chachapoyas.

As ruínas foram um complexo amuralhado (a muralha externa tem pontos de até 20 metros de altura!) com mais de 420 casas circulares em referência a imortalidade, como um ciclo que não tem fim. (Os Chachapoyas eram mestres na arte da mumificação 😉 )

Kuelap

Reserve com a Booking e nos ajude a continuar trazendo muitas dicas de viagens!

O acesso a cidade é por 3 pontos e em ambos só se consegue entrar de uma pessoa por vez, o que facilitou muito a defesa dos ataques inca e de outras civilizações. A grande dúvida que até hoje paira é sobre a água, já que não há rios que passam próximo e também não foram encontrados sinais de canalização. Como as ruínas atualmente não estão sendo estudadas, essas e outras dúvidas continuarão…

Kuelap

Evite dores de cabeça na sua viagem, viagem seguro com a RealSeguro viagem america do sul 728x90

E a cidade fica bem no alto de uma montanha, o que rende uma vista maravilhosa da região.

Planejando ir a Chachapoyas? Veja o nosso resumão do que fazer por lá.

Kuelap

Quando ir?

De abril a novembro, quando não é período de chuvas.

Siga a gente no Instagram! @omelhormesdoano

Gastos:

30 soles de tour

15 soles entrada

Kuelap

 

Kuelap

É pouco provável que você já tenha ouvido falar de Chachapoyas… Mas se ouviu, ou já foi, conta pra gente! E se gostou do nosso post, aproveite e compartilhe nas ruas redes sociais 😉

About the author

Viciada em viajar, mas que sossegou - só um pouco - no Chile pra abrir um hostel. Já esteve em 9 países e 90 cidades fora do Brasil. Não sabe nadar (mas sabe andar de bicicleta). É facilmente comprável com doces e bom café. E é mão de vaca (isso é um dado importante).

28 Comments

  1. Mateus crespo
    18 de setembro de 2016 at 16:27
    Reply

    Muito legal, adoro essas dicas de roteiros alternativos.

    • Camila Lisboa
      19 de setembro de 2016 at 21:23

      😉 Obrigada por comentar! E eu amo amo amo essa região! Pena que tão pouca gente vai…

  2. Katarina Holanda
    28 de outubro de 2016 at 09:12
    Reply

    Que lugar maravilhoso! Adoro essas dicas de lugares menos conhecidos e movimentados. <3

    • Camila Lisboa
      31 de outubro de 2016 at 18:05

      É muito bom ter essa sensação de estar ‘desbravando’ um lugar novo, né? Ainda mais assim, quase sozinha!

  3. Camila Faria
    28 de outubro de 2016 at 10:13
    Reply

    UAU. Não conhecia esse lugar e também adoro dicas fora do senso comum. É tranquilo de chegar? Um dia só dá?

    • Camila Lisboa
      31 de outubro de 2016 at 18:04

      Um dia de Chachapoyas dá sim 🙂 Mas Chachapoyas fica beeeeeem no norte do Peru, e não fica tão no caminho clássico dos turistas no Peru.

  4. Eliana C. Pereira
    28 de outubro de 2016 at 14:59
    Reply

    Nossa, não conhecia esse lugar!!! Adorei!!!

    • Camila Lisboa
      31 de outubro de 2016 at 17:59

      É lindo e quase ninguém conhece!

  5. Julia Sawaki
    28 de outubro de 2016 at 19:52
    Reply

    Camila, muito legal. Não conhecia esse lugar. Já vai entrar pra nossa lista de lugares para visitar 😉 Bjs

    • Camila Lisboa
      31 de outubro de 2016 at 17:58

      É lindo e vale a pena (só que é longe, rs)

  6. angie
    29 de outubro de 2016 at 09:19
    Reply

    eita, já coloquei esse na próxima viagem ao Peru! Ai já aproveito e subo pro Equador \o/

    • Camila Lisboa
      31 de outubro de 2016 at 17:54

      Siiiiiiim (mas é uma puta aventura sair de lá e ir pro Equador… com direito a umas estradas do mal e fronteira às 2 da manhã… mas né? essa é a graça!)

  7. Alyssa
    29 de outubro de 2016 at 14:12
    Reply

    Nossa, parece muito legal! E com poucos turistas e mais barato que machu picchu.. só vantagens hahaha Fiquei curiosa também com essa questão da água, pena que não saberemos a resposta tão cedo :/

    • Camila Lisboa
      31 de outubro de 2016 at 17:53

      Vou ter que voltar lá pra descobrir! 😉

  8. Daniela Xavier
    29 de outubro de 2016 at 18:38
    Reply

    Que legal seu post Camila! Eu nunca tinha ouvido falar desse local, me surpreendi. Belíssimo post!!!

    • Camila Lisboa
      31 de outubro de 2016 at 17:51

      Quase ninguém conhece! E é tão lindo… Vale muito a pena!

  9. Angelica Figueiredo
    30 de outubro de 2016 at 00:46
    Reply

    Nossa que lugar! E que fotos! Vou guardar o post para quando formos ao Peru, adoro esses passeios que fogem do roteiro comum! Bjs Angelica @descansanavolta

    • Camila Lisboa
      31 de outubro de 2016 at 17:50

      Super diferente e vale muito a pena conhecer! Achei lindíssima!

  10. Amanda Almeida
    30 de outubro de 2016 at 21:14
    Reply

    Ah, esse nosso mundo é mesmo incrível! Um local diferente no Peru que talvez nunca conheceríamos se não fosse esse relato. Adorei!

    • Camila Lisboa
      31 de outubro de 2016 at 15:07

      E é lindo 🙂 Vale super a pena, só é meio longinho mesmo =/

  11. Edson Amorina Jr
    31 de outubro de 2016 at 17:44
    Reply

    Realmente é muito bonito, mas você acha mesmo que é a nova Machu Picchu? Será que terá uma leva de turistas num futuro próximo para lá?

    • Camila Lisboa
      31 de outubro de 2016 at 17:58

      Um futuro próximo não, mas anda crescendo muuuuuuuuuuito na rota dos europeus… até porque vale a pena, né? É lindo!

  12. ANDRE DELL ISOLA DENARDI
    2 de novembro de 2016 at 14:47
    Reply

    Bom dia meu caro! Ótimo texto, muito informativo! Pretendemos conhecer Kuelap no dia 18 de dezembro, um domingo. Será que no domingo fica aberto? E sobre hospedagem em chachapoyas, você recomenda alguma com um bom custo benefício? Abraços!

    • Camila Lisboa
      3 de novembro de 2016 at 14:07

      Oi André! Em Chachapoyas eu recomendo o Chachapoyas Backpackers 🙂 Bem bom e uma delícia de lugar! E se reservar pelo link da booking do blog ajuda a gente 🙂

      E sim, domingo fica aberto! 🙂

  13. Katia Martins
    1 de julho de 2017 at 15:15
    Reply

    Camila. Me encantei com o lugar só com a sua descrição. Uma duvida. Você acha que é um lugar que da pra se ir com uma criança de 3 anos?

    • Camila Lisboa
      1 de julho de 2017 at 17:13

      Acho que o problema seria a altitude, mas em geral, as crianças não sentem tanto… se já estiver aclimatado, não vejo problemas 🙂

  14. Ricardo
    14 de julho de 2017 at 23:18
    Reply

    Oi Camila, parabéns pelo post!
    Qual o melhor meio de transporte de Lima para Chachapoyas? E qual tempo de viagem?
    Grato

    • Camila Lisboa
      15 de julho de 2017 at 14:29

      De Lima pra Chachapoyas é LOOOOOOOONGE! Acho que de ônibus devem ser mais de 24 horas. Mas dá pra ir de avião, Ricardo. A Star Peru e a Peruvian tem voos (se eu não me engano 😉 )

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *