Blog posts

Dica de hospedagem em Barbados: Yellow Bird Hotel

Dica de hospedagem em Barbados: Yellow Bird Hotel

América Central, Barbados, em Barbados, Review de hospedagem

Essa viagem a Barbados foi de rainha! Eu e a guria estivemos na ilha por 8 dia e aproveitamos de tudo: praia, esportes, comida e hotéis delicinha! E a nossa vida de madame incluiu umas noites nesse maravilhoso hotel em St. Lawrence Gap, o bairro dos restaurantes e barzinhos mais bacanas. Quer saber mais do Yellow Bird? Confira o post!

Tá achando estranho eu falar de hotel, certo? Mas é que nao tem hostel na ilha! Nenhumzinho! Então a opção tem que ser hotel ou pousada mesmo e o Yellow Bird foi uma das escolhas acertadas que tivemos.

Yellow Bird em St. Lawrence Gap

Atrás de mim o mar azulzinho, com barquinhos... aquele sonho!
Atrás de mim o mar azulzinho, com barquinhos… aquele sonho!

A primeira impressão que tive ao chegar ao Yellow Bird foi ‘onde é que foi parar todo o inglês que aprendi na vida?’. Como era o nosso primeiro dia na ilha, foi lá no hotel o nosso primeiro contato com o povo barbadiano e foi lá que a gente teve que ajustar o ouvido pra entender o sotaque.

E foi lá também que a gente percebeu que o povo é muito querido (e paciente!). A recepcionista (um amorzinho *—-*) nos explicou mil vezes a mesma coisa (rs), trocou dinheiro pra gente, nos ensinou como chegar no centro usando as vans malucas de Barbados.

Melhor impressão impossível do Yellow Bird.

Os detalhes do Yellow Bird Barbados

Aí a gente entra no quarto…

E dá de cara com essa cama imensa, uma cozinha bem equipada e um banheiro super top. Que mais que eu preciso?

Não preciso, mas não nego uma vista dessa da minha janela NUNQUINHA!
Não preciso, mas não nego uma vista dessa da minha janela NUNQUINHA!

Bom, precisar eu não preciso de mais nada, mas ainda tem uma piscina beeeeem gostosa e uma vista maravilhosa. Jesus, eu mereço toda essa vida de diva?

#shinebrightlikebarbados #riri #nossamusa

Estivemos lá por 3 noites e foi puro relax. A cama é tão gigantesca que dá pra dormir umas 8 pessoas sem nem se preocupar, rs. E é super confortável! Se não fosse a praia maravilhosa já na janela, eu dormiria infinitamente, naquele ritmo de férias merecidas. Mas não dá pra brigar contra a tentação do mar caribenho.

Um ‘porém’ do Yellow Bird (e, na verdade de boa parte dos hotéis de Barbados) é que o café da manhã não está incluído. Aí você tem duas opções. Ou vai no mercado e aproveita a cozinha super equipada do apartamento ou relaxa na beira da piscina e pede um café da manhã delicioso preparado pelo restaurante do hotel. A gente testou as duas opções 😉

Já falei da localização, certo? O bom de estar em St. Lawrence Gap é que tinha mercado, restaurantes e barzinhos bem perto. Além de dar pra ir andando pra duas praias lindas, Worthing e Dover.

E pra ir para Bridgetown, a capital da ilha, fomos várias vezes de van. O transporte público custa 2 dólares barbadianos (1 dólar americano) e chega rapidinho (até porque vai loucamente rápido, rs). Se tiver alugado um carro, mais fácil ainda. E o Yellow Bird conta com estacionamento, então… Só alegria!

 

Gostou? Para reservar, use o nosso link da Booking! Você não paga nada a mais por isso e ajuda (e muito) o blog!

Como chegar ao Yellow Bird?

As  vanzinhas te levam e trazem de todo lugar e, inclusive, dá pra ir do aeroporto até o Yellow Bird de transporte público pagando barateza. O complicado é se tiver com muita bagagem, porque não tem onde colocar.

Aí a opção é o táxi mesmo, que tem o preço fixo de 30 dólares barbadianos (e normalmente são carros grandes, que dá pra ir em bando se quiser 🙂 ).

Quer saber a opinião da guria? A Angie fez esse post aqui falando da nossa experiência no Yellow Bird e nos outros hotéis da ilha!


Use os nossos parceiros para viajar tranquilo e ajudar o OMMDA:

BookingReservando com esse link aqui da Booking, você não pagará nada a mais por isso e nos ajuda (e muito) a manter o blog!

Anonymous-aiga-first-aid-bg-300px A Real Seguros é um comparador de Seguros Viagens e com o nosso link você já ganha 10% de desconto em qualquer compra!


Essa viagem a Barbados foi feita em parceria com a Global Vision Access, Visite Barbados e com o Yellow Bird Barbados. Mas não é por isso que deixamos de dar nossa opinião própria e impessoal sobre os serviços! Pode confiar!

About the author

Viciada em viajar, mas que sossegou – só um pouco – no Chile pra abrir um hostel. Já esteve em 9 países e 90 cidades fora do Brasil. Não sabe nadar (mas sabe andar de bicicleta). É facilmente comprável com doces e bom café. E é mão de vaca (isso é um dado importante).

2 Comments

  1. Fran Agnoletto
    12 de setembro de 2016 at 20:42
    Reply

    Então não fui só eu que tive dificuldade em me adaptar ao inglês barbadiano kkkkk

    Vai ver que é por isso que a maioria dos hoteis oferece rum punch no check in.
    Passei muito na frente do Yellow Bird e parece ser mesmo uma ótima opção de hospedagem.
    Adorei o post.
    Beijão

    • Camila Lisboa
      19 de setembro de 2016 at 21:41

      Inglês sofrível, jesuisamado… demorei dias pra me adaptar e mesmo assim não era aquueeeeeela coisa 🙂

      E o Yellow Bird é lindo mesmo, valeu super a pena 🙂

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *