Blog posts

Dica de hostel: El Viajero San Andres

Dica de hostel: El Viajero San Andres

América Central, Colômbia, San Andrés

Eu costumo avaliar um hostel pelo “conjunto da obra”. Acho que não tem nenhum lugar perfeito (até o La Minga Hostel tem coisas pra melhorar 😉 ) e pra mim o que vale é a experiências e as histórias que vieram de lá. E assim fica o meu review e a minha dica de hostel  é o El Viajero San Andres.

Sem dúvidas foi uma escolha acertadas e que rendeu muitas risadas e companhia para todos os dias dessas minhas férias curtinhas no Caribe.

A fachada do El Viajero 🙂 Essa rua é super movimentada – e dá um trabalhão pra atravessar rs.

Os tais bed bugs no El Viajero San Andres

Li mil relatos falando dos infames bed bugs no El Viajero San Andres… Mas fiz a minha parte, fui lá no Booking e vi que os comentários mais recentes não citavam esse “probleminha”. Fiz uma oração e reservei. Que a força esteja comigo!

Mas esse era meu único porém quando eu estava pesquisando porque nos outros pontos, o El Viajero era uma decisão sem dúvidas: quartos femininos, muito próximo ao centro e da praia, tem café da manhã e um bar que fica aberto até a 1AM. Perfeição! (Fora os bedbugs!).

E nessa dei meu voto de confiança para os comentários do Booking, que apesar de ter uma nota não tão boa na média, tinha bons reviews dos últimos meses. E chegando lá deu pra ver que o problema foi 100% resolvido. Então pode ir sem medo, tá tudo livre de insetos 😉

O melhor do El Viajero San Andres: o social

Vocês sabem, né? Quando a gente viaja sozinho o melhor é ficar em um hostel que de ajude a conhecer muita gente. E sem dúvidas o El Viajero San Andres é excelente para quem quer sair, tomar uma breja quente e conhecer muitos viajantes do mundo todo. O bar do hostel ajuda demais a socializar e vende cerveja e drinks a um preço justo!

De dia café da manhã e de noite o bar do hostel!

Obviamente conheci MUITOS brasileiros e MUITOS argentinos por lá!

Todo esse social todas as noites vale a pena e faz com que você arrume uma companhia para alugar um carrinho de  golf, ir para Johnny Cay, fazer parasail, mergulho, o que você quiser 🙂 E também faz com que alguns pontos não tão legais sejam relevados.

Os pontos não tão positivos do El Viajero San Andres:

O hostel no geral é meio bagunçadinho =/ Acho que é porque tem muita gente trabalhando – e o hostel é enooooooooorme  – e acho que falta um pouco de comunicação entre os turnos.

Eles trocam a roupa de cama todos os dias – ponto super positivo! – mas umas duas vezes ficou o travesseiro sem fronha (uhg). E lá vou eu descer a escadas para pedir… São detalhes, anyway.

O café da manhã é bem bom, com várias opções – pão, presunto, queijo, frutas, cereais, iogurte… mas um dia achamos várias fatias de queijo estragadas! =/

O café da manhã varia todo dia – e pra quem acorda cedo, tem sempre mais opções 😉

Finalmente

Os quartos do El Viajero San Andres são grandes e espaçosos e os lockers são ENORMES e cabe tudinho que você tiver! E cada quarto tem um banheiro, o que pode ser complicadinho pela manhã se são 8 meninas no quarto, rs… Mas paciência que dá jeito!

Acho que todos os compartilhados são nesse esquema, 4 beliches e os lockers na parte de baixo!

A localização é impecável e fica perto de tudo e de frente para um supermercado. Além de ter restaurantes baratinhos bem perto e estar a três quarteirões do porto e a uns 5 da praia.

A cozinha tem o básico e é bem traquila de usar, a maioria do povo acaba comendo fora, já que é bem barato e a preguiça de cozinhar domina a gente nesse calorão, né?

Os quartos tem ar condicionado que fica ligado das 6 da tarde às 11 da manhã… ótimo para dormir! E se sentir calor durante o dia, a sala de televisão é um refúgio congelante, rs.

Então é isso 🙂 Mesmo com os poréns, não tenho dúvida de indicar o El Viajero San Andres para quem tá buscando um lugarzinho legal para encontrar gente nesse paraíso caribenho! E reserve aqui para ajudar o blog a continuar trazendo as melhores e mais sinceras avaliações 😉

As fotos são todas do site do hostel – a preguiçosa aqui tava aproveitando a praia e esqueceu te tirar foto, perdão!

Vai pra San Andres? Confira mais dicas:

About the author

Viciada em viajar, mas que sossegou – só um pouco – no Chile pra abrir um hostel. Já esteve em 9 países e 90 cidades fora do Brasil. Não sabe nadar (mas sabe andar de bicicleta). É facilmente comprável com doces e bom café. E é mão de vaca (isso é um dado importante).

10 Comments

  1. Marlene Marques
    26 de novembro de 2017 at 09:04
    Reply

    Oi, Camila. Você é corajosa! Não sei se arriscava num hostel que falasse de “bed bugs”… mas ainda vem que tudo correu pelo melhor. Não sou muito de ficar em hostel, mas acho que tem toda a razão. Se está viajando sozinha este é o melhor sítio para conhecer outros viajantes. Obrigada pela dica!

    • Camila Lisboa
      28 de novembro de 2017 at 15:49

      Eu ia ter morrido de tédio se não tivesse conhecido tanta gente 😉 então valeu o risco! 😉

  2. Lid Costa
    26 de novembro de 2017 at 20:32
    Reply

    Amo hostels! Mas bedbugs é teeeenso, né?! Eu fiquei esse ano em um hostel em Zagreb que tinha bedbugs, fiquei toda coçando, mas que bom que aí no El Viajero esse problema já foi resolvido!

    • Camila Lisboa
      28 de novembro de 2017 at 15:48

      Amém né? Porque eu arrisquei, mas podia ter dado errado e eu ter ficado uma semana coçando, rs

  3. Fabia Fuzeti
    27 de novembro de 2017 at 06:28
    Reply

    Camila, que coragem reservar um hostel que podia ter bed bugs! Ainda bem que não tinha e que você curtiu! Morri de rir que vc esqueceu de tirar foto. Devia estar se divertindo horrores mesmo em San Andres!

    • Camila Lisboa
      28 de novembro de 2017 at 15:48

      Tô protegida contra essas coisas do mal,rs… deu tudo certo, a única cagada foi ter me queimado demais no primeiro dia, rs.

  4. Dayana
    28 de novembro de 2017 at 06:45
    Reply

    O Hostel é bem interessante e, como você disse, não tem lugar perfeito. Mas, gente: fatias de queijo estragadas? Deu até um negócio aqui…

    • Camila Lisboa
      28 de novembro de 2017 at 14:58

      É foda ne? Mas acho que é um treco geral em San Andres =X Calorzão, falta de estrutura… vai saber se já compraram assim, né? =/

  5. Francisco Piazenski
    28 de novembro de 2017 at 06:51
    Reply

    Camila, Boa dica de hostel, apesar de que acho que eu não teria coragem de ficar num lugar com problemas prévios conhecidos de bedbug, mesmo com os últimos comentários positivos. Mas enfim, o custo benefício parece ser bom.

    • Camila Lisboa
      28 de novembro de 2017 at 14:59

      É então, o negócio é que as coisas mudam né e problemas são solucionados… arriquei e deu certo 😉

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *