Blog posts

Pikillacta e Tipón: as ruínas desconhecidas de Cusco

Pikillacta e Tipón: as ruínas desconhecidas de Cusco

Cusco, Peru

Tá aí uma parte do Boleto Turístico que é meio mística para a maioria das pessoas que vai pra Cuzco, muito se fala do Valle Sagrado e do City Tour, mas esse circuito de Pikillacta e Tipón é pouco visto pelos turistas.

Tour Pikillacta e Tipón

Muito contra o meu gosto, resolvi fazer um tour por uma agência para conhecer essas ruínas. Depois do desgosto em Maras y Moray, estava com muito receio de me infiltrar num tour de novo… Mas acabei sendo convencida pela preguiça e pelo dinheiro, primeiro é que Tipón fica bem longe da estrada, o que me obrigaria ou a um táxi ou a uma bela subida. Voltei na mesma agência que havia fechado o primeiro passeio e dei uma reclamada, acabei pagando 20 soles no tour e acabou nem ficando tão ruim assim.

Quer saber mais do Boleto Turístico? Confira nosso post detalhadíssimo aqui.

Mas lógico que como um tour, infiltram algumas outras ‘atrações’ que na verdade é só uma forma de movimentar a economia local. Nesse caso paramos também em Andahuaylillas, que tem uma catedral (que custa 15 soles a entrada então fiquei na Plaza de Armas curtindo a toa) e na volta numa padaria tradicional local, onde experimentamos pães caseiros.


Use os nossos parceiros para viajar tranquilo e ajudar o OMMDA:

BookingReservando com esse link aqui da Booking, você não pagará nada a mais por isso e nos ajuda (e muito) a manter o blog!

Anonymous-aiga-first-aid-bg-300px A Real Seguros é um comparador de Seguros Viagens e com o nosso link você já ganha 15% de desconto em qualquer compra!


Como é o tour a Pikillacta e Tipón?

Vamos as ruínas, né?

Começamos com Tipón, que pra mim foi uma mescla de Moray e Tambomachay… Por que? Porque lá foi uma área agrícola, assim como Moray, totalmente perceptível pelos infinitos degraus gramados, onde eram produzidas as papas, o trigo, frijoles, arroz, etc… Mas também tem uma área de banhos termais e nosso guia falou que alguns anos atrás ainda havia água fervendo descendo em alguns dos canais…

Essa foi a primeira, mas não foi a última conversa que teve foco as mudanças climáticas que estão ocorrendo e sendo fortemente sentidas em região de altitude… 🙁

Pikillacta e Tipón
A parte que parece com Tambomachay

Reserve com a Booking e nos ajude a continuar trazendo muitas dicas de viagens!

Pikillacta e Tipón
A parte que parece com Moray

Pikillacta foi uma surpresa boa, não estava esperando uma grande ruína, sabendo que era de uma civilização pré-inca (e sabendo que os incas foram os espanhóis de antes do ‘descobrimento’, não sejamos bobinhos, né?) e que pouco sobrou pós dominação.

Pikillacta e Tipón
Uma das ruínas mais antigas da região

Chego lá e tem paredões gigantes de pedra e argila, uma coisa absurda e LINDA! A cultura wari foi muito importante e ocupou uma grande área na América do Sul e foi em grande parte destruída pelos incas. Mas, e aí, porque essas ruínas sobraram? Simples, porque não havia uma fonte água próxima a cidade…

Siga a gente no Instagram @omelhormesdoano e use a nossa hashtag #omelhormesdoano para aparecer todo sábado na nossa galeria

Pikillacta e Tipón
É incrível como depois de tantas invasões e tantos anos isso ainda permanece assim…

E a cidade foi toda branca, pois os muros eram revestidos de gesso. Dá pra imaginar que maravilha que foi isso, né?

Cusco é incrível! Confira todos nossas histórias e as atrações que visitamos nesse link.

O tour seguiu para a igreja e para a cidade dos pães gigantes redondos (rs), mas dessa parte não posso acrescentar nada, a minha parte do tour já estava completa.

Voltamos as 15 para Cusco com a sensação de um tour não tão tour assim 😉

Gastos Tour Pikillacta e Tipón:

20 soles no tour pela agência Liz Explorer

Gostou dessa dica diferente em Cusco? Compartilhe nas suas redes sociais e comente =)

About the author

Viciada em viajar, mas que sossegou - só um pouco - no Chile pra abrir um hostel. Já esteve em 9 países e 90 cidades fora do Brasil. Não sabe nadar (mas sabe andar de bicicleta). É facilmente comprável com doces e bom café. E é mão de vaca (isso é um dado importante).

4 Comments

  1. Lilian
    1 de julho de 2015 at 19:46
    Reply

    Quanto tempo dura esse passeio?

    • Camila Lisboa
      1 de julho de 2015 at 20:20

      Começa entre 9 e 10 da manhã e volta para Cusco centre 2 e 3 da tarde, Lilian 🙂

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *